Espaços

20 de mai de 2010

Um amor pra vida toda!

Você já sonhou com um amor pra vida toda? Eu já...

Ficava imaginando alguém que levaria um botão de rosa sempre que fosse me encontrar. Que me receberia com um sorriso nos lábios e os braços pronto para aconchegar-me junto ao seu peito. Sincero, honesto, calmo para amenizar meu frenesi constante. Dias de sol ou de chuva, sempre pronto para proteger. Alguém com quem eu pudesse contar incondicionalmente. Que iria rir e chorar comigo, aceitar meus erros e defeitos e se alegrar em meu acertos e qualidades.

Queria um amor assim, como o dos meus pais.

São 28 anos de histórias... muitas histórias. Algumas ótimas, outras boas e poucas nem tão boas assim, mas são histórias vividas e compartilhadas, coisa que ninguém jamais poderá roubar.

Me sinto honrada e premiada por dizer: Hey, esses são meus pais!

Companheiros um do outro e amigos dos filhos. Sabem curtir uma boa balada em família, rir, chamar a atenção, partilhar das dores sem culpa. E ainda descolam um tempinho para serem um do dou, outro do um!

Sabe aquele amor pra vida inteira que escrevi lá em cima? Pois é: aprendi vendo o amor deles!

2 comentários:

  1. Silvana Coutinho24 maio, 2010

    Me sinto feliz por saber que deixo esse bom exemplo: a vida a dois não é um mar de rosas. É um mar: tem peixes lindos, outros nem tão lindos assim, tem maré alta e marolas. Tem ostras que nascem das feridas cicatrizadas, tem risos e choros.
    Não somos perfeitos, mas somos um.
    Bj querida,
    Mamy

    ResponderExcluir

Me deixe feliz, comente!