Espaços

23 de out de 2008

Amor / Amar / Amado

Não vá pra África se você não conhece o cidadão que sentou ao seu lado na última vez que você compareceu à igreja.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Não vá abraçar aidéticos em um porão se você não abraçou seu amigo e se dispos a caminhar com ele.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Não vá evangelizar em um bordel se você não se esforça pra ser puro e expressar o amor de Deus sem restrições.
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Não se torne um missionário interplanetário se você não se preocupa com os que estão no seu mundo (igreja, trabalho, bairro, cidade, família, etc...).
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Fiz uma visita à igreja dos meus pais e, como de costume, me juntei a eles durante o culto. Uma criancinha de mais ou menos 6 anos, filha de um casal de amigos, veio, me abraçou e sentou no meu colo. Fiz aquelas brincadeiras de praxe, ela ficou perguntando, curiosa, sobre meus piercings, cantando músiquinhas, me contando como foi o dia na escola. Daí eu percebi que estávamos "incomodando" as pessoas que tentavam prestar atenção no culto. Cheguei bem próxima ao ouvidinho dela e disse: agora vamos ficar quietinhas porque as pessoas estão olhando pra nós e vão chamar a atenção da "tia". A resposta dela foi o mais simples de todos os argumentos que eu já ouvi: Você não é minha "tia", é minha amiga, e se as pessoas brigarem com você eu te defendo.

"...é minha amiga..." "...eu te defendo.."

Essa menininha entende sobre amor mais do que eu.

Além de me chamar de amiga se dispos a me defender. Ela não se intimidou com os adultos, que somavam em número, força e idade contra ela. Estava disposta a defender a sua amiga.

"Ninguém tem maior amor do que este: de dar a vida pelos seus amigos" João 15:13

"Nesta vida não podemos fazer grandes coisas. Podemos apenas fazer pequenas coisas com grande amor." Madre Teresa de Calcutá.

O livro de João faz muito uso da palavra e do sentido AMOR. Me apegando a três capítulos, constatei que a "única" coisa que Jesus nos deixa como mandamento é o amor.

13:01 - Tendo amado os seus que estavam no mundo, amou-os até o fim.
13:23 - Ora, ali estava conchegado a Jesus um dos seus discípulos, aquele a quem Ele amava.

13:34 - Novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros.


14:15 - Se me amais, guardareis os meus mandamentos.

14:21 - Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda, esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado por meu Pai, e Eu também o amarei e me manifestarei a Ele.


No capítulo 14 ficou claro pra mim que se nossas obras não forem guiadas pelo amor, de nada valem.

15:09 - Como meu Pai me amou, também eu vos amei, permanecei no meu amor.
15:12 - O meu mandamento é este: que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei.

15:17 - Isto vos mando: que vos ameis uns aos outros.


Ele sabe que o amor nos faz andar mais uma milha, seguir Sua palavra, fazer o que é certo e levar a Palavra de Deus a toda criatura.

Portanto, se você quer servir a Cristo e ser militante da vontade dEle, AME.

Madre Tereza tem algumas frases que expressam como eu quero agir:

"Não é a magnitude de nossas ações, mas quanto amor depositamos nelas, que importa."
"Se você julga as pessoas, então você não tem tempo para ama-las."
"Não pense que o amor, para ser genuíno, tem que ser extraordinário. O que precisamos é amar sem nos casarmos."

E a minha favorita:

"Amor começa cuidando dos mais próximos - dos de casa."

3 comentários:

  1. Que texto! Parabéns mesmo! Gosto muito de conversar com crianças (2-5 anos.. por ai). É muito interessante acompanhar o raciocínio, a construção de frases, etc. E sempre noto que as crinças têm um raciocínio simples e são extremamente inconsequêntes. Essa menininha mesmo, simplesmente concluiu q seria sua amiga e assim iria te defender.. simples assim. Talvez seja por isso q Jesus disse q teríamos q ser como crianças, é algo como: "Pessoal, não pensem demais para amar, é simples, apenas amem... nao importa a consequência de suas atitudes de amor". A gente aprende muita coisa com o passar dos anos, mas uma lição a gente deve sempre recuperar de nossos primeiros anos: amar inconsequentemente.

    ResponderExcluir
  2. Crianças nos "surram" com a simplicidade. Realmente... o que a menina te disse é de enxer os olhos de lágrimas hehehe...

    Um abraço!

    ResponderExcluir

Me deixe feliz, comente!