Espaços

11 de jan de 2013

"Obrigado"

Ouvi dizer que hoje é dia do "Obrigado". Pois bem, já que é pra entrar na onda, tenho uma lista de "obrigados" para fazer. Mas antes quero deixar claro que essa atitude de dizer "Obrigado" deveria ser mais que uma comemoração anual. Devemos ser gratos a tudo e todos, até mesmo àquilo que não nos agrada. Devemos ser gratos por respirar, andar, falar, ver e sentir. Gratidão é muito mais que uma palavra, é um estilo sustentável de vida. "Obrigado" tem que ser um hábito saudável, não um diferencial de educação.

Uma pessoa grata não significa que seja uma pessoa educada, mas sim que seja uma pessoa de caráter. E, por favor, não confunda sorrisos e educação com caráter.

-----
Meus 7 "Obrigadas!" à vida!

Começo dizendo muitíssimo Obrigada!, Deus, por dar seu único filho pra morrer por mim. Amor como o Seu eu nunca vi, e acredito que nunca verei. Obrigada! por me amar mesmo sem eu merecer, sem eu fazer por onde.

Obrigada! ao meu marido, que sempre está ao meu lado. Antes mesmo de namorado, um grande amigo e companheiro. Você foi e sempre será especial. Obrigada! por me fazer sorrir e chorar; por me abraçar; por me levar pra passear e por assistir "enlatados" comigo (sei o quanto você odeia, risos); por me levar com você nos seus sonhos; por compartilhar comigo suas fraquezas e me ajudar nas minhas; por nunca ter desistido de nós; por ter lutado muito pra me fazer feliz; por ter me brindado com uma filha realmente especial, linda e que expressa o amor de Deus. Obrigada! mil vezes.

Obrigada! aos meus pais que me param quando eu faço besteira (ou estou perto de fazer). Obrigada por me perdoar, amar, cuidar e, acima de tudo, sempre me ensinar todos dias algo novo e melhor. Vocês com certeza são meus melhores exemplos.

Obrigada! aos meus sogros, que me adotaram como filha. Me amam, cuidam, defendem e até "puxam-orelha", como filha. É muito gostoso sentir isso tudo!

Obrigada! aos meus irmãos, que são cada um do seu jeitinho especial, mas sempre presentes. Amigos melhores não existem.

Obrigada! aos meus poucos, bem poucos, mas sinceros amigos. Aqueles que estiveram comigo quando o "mundo" decidiu que eu era "persona non grata". Você somaram ao meu alicerce e me mantiveram viva, confiante e segura.

Obrigada! à você, que comenta no blog. Mas não à você, pessoinha que comenta coisas ruins e se acha o umbigo do mundo. Obrigada! à quem demonstra apoio, companhia.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Me deixe feliz, comente!