Espaços

1 de dez de 2010

O tempo voa

"Nunca é tarde demais, ou cedo demais, para ser quem você quer ser. Não há limites de tempo. Comece quando quiser. Mude ou continue sendo a mesma pessoa. Não há regras para isso. Você pode tirar o máximo proveito ou o mínimo. Espero que tire o máximo. Espero que veja coisas surpreendentes. Espero que sinta coisas que nunca sentiu antes. Espero que conheça pessoas com um ponto de vista diferente. Espero que tenha uma vida da qual se orgulhe. E se não se orgulhar dela, espero que encontre forças pra começar tudo de novo."

"A vida só pode ser compreendida olhando-se para trás. Mas só pode ser vivida olhando-se para frente."
Trechos do filme "O curioso caso de Benjamin Button"


Se tivermos em mente que o tempo passa mesmo quando estamos parados, corre-se um sério risco de surto. É extasiante, ao mesmo tempo em que é assustador, ver que o tempo passou e não se fez com ele nada que fosse realmente interessante.

Dezembro chegou. Com ele chegam várias promessas de mudança e também vários sentimentos de "podia ter sido melhor", "eu podia ter feito mais", "deveria ter ido além".

Tudo bem que, felizes ou não, a vida segue seu percurso e não nos espera, sequer, trocar de roupa (ou vesti-la). Mas isso não reserva direitos de desistência. Sempre é tempo de recomeçar, buscar o machado onde ele caiu e prosseguir na construção. Não devemos desistir de mudar, nem desanimar, nem, sequer, crer que já mudamos ou melhoramos o suficiente.

Nesse dezembro quero apenas curtir ao máximo e me despedir, com alegria e dignidade, deste que foi um dos melhores anos da minha vida! Com erros e acertos, mas nunca parado.

4 comentários:

  1. "Suas escolhas fazem você". Ainda me arrependo de algumas escolhas que fiz. Mas como diz seu texto, não adianta ficar remoendo o passado, o jeito é levantar a cabeça e caminhar pra frente.

    ResponderExcluir
  2. Ana.. amei cada palavra, e faço delas as minhas!
    Que venha 2011!!!

    Bjoo e amo!!

    ResponderExcluir
  3. queria poder voltar no tempo e consertar mta coisa

    ResponderExcluir
  4. Querido anônimo, não se martirize pelas coisas que vc fez (ou não fez) e quer consertar( ou fazer). Ouvi uma coisa muita interessante: a gente não pode voltar atrás e fazer de novo, mas pode dar um novo começo a partir do agora.
    Portanto, mãos à obra. Recomece, faça, mas não perca tempo lamentando o tempo que passou. Se vc não fez, faça, se fez e errou, peça perdão e perdoe-se a si mesmo e...bola prá frente.
    Se vc perder muito tempo se lamentando, qdo começar a andar novamente, jamais alcançara aqueles que não pararam.
    Deus o abençoe!

    ResponderExcluir

Me deixe feliz, comente!