Espaços

26 de dez de 2011

Primeiro dia da última semana


E 2012 se aproxima. A chance de ter tudo diferente e melhor e está nas suas mãos. Sonhe mais, porém, dessa vez, mexa-se e faça acontecer. O universo não irá conspirar somente a seu favor, portanto, MOVA-SE!

E por favor, tire o mundo do seu umbigo. O centro das atenções não é você, não tem que ser você. Se for coisa boa ou ruim, nem tudo é feito para você! Aprenda a ser uma pessoa mais na sua, mais calada, mais contida, menos estérica, menos excentrica.

Em 2012 tenha:
Menos cuímes e mais amor.
Menos pressão e mais liberdade.
Menos ambição e mais realização.
Menos ódio e mais perdão.
Menos separação e mais companherismo.
Menos chatice e mais alegria.
Menos egoísmo e mais consciência.
Menos "eu quero" e mais "eu faço".

Em 2012 permita-se livrar-se das amarras da amargura, do passado. O que passou, PASSOU. Viva realmente um ANO NOVO.

Permita-se amar-se, assim você poderá amar alguém. Goste de você, se cuide, se proteja. Não entregue seu coração para qualquer pessoa - ele é o seu bem mais precioso!

2012 já bate às portas, e não demora estará sendo presente ao invés de futuro. Não durma no ponto.

24 de dez de 2011

Qual é o pente que te penteia

"Quando o ser humano aprender a olhar para o indivíduo como um ser ímpar, ele não precisará fazer chapinha para se toranar sociável", muito menos para se achar bonito.
(Ana Paula Fernandes Ventura)


Admiro as pessoas que assumem a cabeleira, não importando o quão crespa, encaracolada ou lisa. Fico besta com o tempo que perdi tentando ter cachinhos. Não adianta, é liso, e sempre será... Aprendi a lidar com cada fio de cabelo e me acho muito mais mulher com ele do jeitinho que nasceu pra ser.

Aprenda!

23 de dez de 2011

Então é Natal...

... e o que você fez?

Mais um Natal, mais presentes, mais consumismo, mais abraços, mais beijos, mais festas... O ano termina, e o que você fez?

Quantas são as suas realizações? Quantas são as frustrações? O que você não repetirá? O que levará de aprendizado?

Inevitavelmente nos fazemos essas perguntas e, por regra, muitas respostas não nos são dadas. Mas uma certeza é que fizemos aquilo que deveríamos fazer. Lutamos, corremos, "ralamos" e chegamos aqui. Nem todos com a mesma garra, nem todos com o mesmo amor e, infelizmente, nem todos com a mesma alegria e confiança para dizer "Fiz o meu melhor". Mas todos chegamos.

Acredite em uma coisa: seu ano depende daquilo que você fez e fará. Se no dia 31 de dezembro você não tem forças ou motivos para agradecer ou se alegrar, o mundo não pode fazer nada. Seu 2012 pode ser diferente, mas depende apenas de você.

Não adianta eu querer ser feliz por você, querer vencer por você, querer amar por você. A vida é individual e intransferível. E é impossível vivê-la pela metade. Ela exige nosso 100%.

20 de dez de 2011

#NumÉ


"Não fale,
Não conte detalhes,
Não satisfaça a curiosidade alheia.
A imaginação dos outros já é difamatória que chegue."

13 de dez de 2011


Odeio dois beijinhos, aperto de mão, tumulto, calor, gente burra e quem não sabe mentir direito. Não puxo saco de ninguém, detesto que puxem meu saco também. Não faço amizades por conveniência, não sei rir se não estou achando graça.

Caio F Abreu

12 de dez de 2011


Sim, vou brincar de casinha, mas de casinha nova, tá?!

Desejo esse sentimento pra qualquer pessoa. Casa nova, que ninguém ainda morou, pra coloca-la do seu jeito, com suas manias, seus pregos na parede (já posso ouvir os gritos do marido dizendo: "Pare de furar a parede").

Obrigada, Jesus!!!

Graças a Deus por cada uma das nossas diferenças!

Se todas as flores fossem iguais...
e o seu perfume não se diferenciasse,
não haveria jardins...
e a Terra perderia a sua cor...
Ser diferente... é ser assim...
Uma flor... no jardim do amor...

Regina Guimarães

6 de dez de 2011

Escolho, sim!


"Vai, menina, fecha os olhos. Solta os cabelos. Joga a vida, como quem não tem o que perder. Como quem não aposta. Como que brinca somente. Vai, esquece do mundo. Molha os pés na poça. Mergulha no que da vontade que a vida não espera por você. Abrace o que te faz sorrir. Sonhe que é de graça. Não espere. Promessas, vão e vem. Planos se desfazem. Regras, você as dita. Palavras, o vento leva. Distância, só existe pra quem quer. Sonhos se realizam, ou não. Os olhos se fecham um dia, pra sempre. E o que importa, você sabe, menina. O quanto isso te faz sorrir, e só!"

4 de dez de 2011

Se tem coisa melhor, não me contaram...



Nada como ter os pais ao nosso lado. Sempre que preciso, adivinhem que vem me socorrer, cuidar, abraçar e, até mesmo, "puxar minha orelha"?

Pai e mãe! Vocês dois são meus exemplos de fé, coragem, amor e dedicação. Sempre juntos, como namorados até hoje (risos!), e isso muito me inspira!

Quando se tem amor de verdade, desde a infância, é difícil ser "carente por natureza"!

Obrigada por estarem sempre por perto ♥